Economía

Noticias Venezuela | Trump reage a medidas de Draghi: “O BCE age rápido. E a Fed fica sentada, sentada e sentada”

Piloto, Avion, Aviones
Recuperación del Panda será muy larga

O presidente norte-americano, Donald Trump, já reagiu à decisão do Banco Central Europeu lançar mais medidas de estímulo para tentar animar a economia da zona euro com críticas à Reserva Federal norte-americana (FED), que acusa diretamente de ficar “sentada à espera”: “(…) And the Fed sits, and sits, and sits”, diz Trump no twitter.

“O Banco Central Europeu, agindo rapidamente, reduziu as taxas em 10 pontos-base. Desvalorizando o euro contra o dólar muito forte, eles estão a tentar e a conseguir atacar as expoortações dos Estados Unidos“, diz Trump no seu Twitter, reiterando as críticas que tem feito nos últimos dias à FED que acusa, agora, de ficar simplesmente “sentada”, sem fazer nada.

“Eles são pagos para pedir dinheiro emprestado enquanto nós pagamos juros”, diz ainda Trump numa referência à Euro Zona e aos Estados Unidos.

O presidente do BCE, Mario Draghi, já respondeu a Trump na conferência de imprensa em Frankfurt onde apresenta as decisões hoje tomadas. Em poucas palavras, recusa a ideia de qualquer ‘guerra camboial’ e assegura que a sua única o preocupação é a taxa de inflação: “Temos um mandato para a estabilidade dos preços e não visamos taxas de câmbio.”

Ver Twitter O Banco Central Europeu decidiu na reunião desta quinta-feira reabrir o programa de compra de ativos a um ritmo de 20 mil milhões por mês a partir de 1 de novembro e agravou para -0,5% a taxa negativa de remuneração dos depósitos dos bancos.Com as novas medidas, que não têm data pré-fixada para terminar, Mario Draghi, corresponde, à expetativa dos mercados para a sua penúltima reunião como presidente do Banco Central Europeu. e ativos descontinuado em dezembro e agravando para -0,5% a taxa negativa de remuneração dos depósitos dos bancos.